Terra como teto-piso e parede

Argila, areia e pedras locais foram utilizadas para construir o mais extenso muro de terra da Austrália

Primeira casa sustentável, bio-saudável e inteligente do Brasil

Casa que segue padrão europeu é 25% mais barata, resiste a tremores e fica pronta em 6 dias

O que é um projeto sustentável?

Descubra o conceito desse tipo de projeto e no que ele está pautado para melhorar a qualidade de vida das pessoas

Cinco projetos sustentáveis recomendados pela ONU

Veja aqui os cinco casos citados pelo parecer das Nações Unidas como recomendação para implementação mundial

'Casa positiva' na Austrália produz mais energia do que consome

Ao longo de sua vida útil, imóvel será capaz de oferecer os mesmos benefícios ambientais que seis mil árvores nativas australianas

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Ninety7 @ Siglap Road House



Ninety 7 @ Siglap Road House é o projeto feito pela Aamer Architects, vencedor do SIA Architectural Design Award 2011 (Categoria: Individual House).

Fachada frontal da casa

Ela se trata de uma nova residência atrativa, com arquitetura serenamente incomum, cuja inspiração veio da magnífica visão da cidade, a qual se observa do topo de Siglap Hill, em Cingapura. À primeira vista, parece apenas outra casa de luxo de três andares, mas apurando os detalhes, vê-se que o arquiteto criou uma bela casa, com maior eficiência energética, com o uso de iluminação e ventilação natural, e redução de calor com um teto-jardim e decks de madeira. 

Vista panorâmica da casa

De acordo com seus criadores, o cliente, Mr. Lincoln Chan, um empresário solteiro que pretende acomodar sua futura família, tinha muito claro quais eram suas necessidades, deixando os especialistas encarregados da parte arquitetônica e intervindo apenas nos aspectos funcionais em termos de design, surgindo assim uma belíssima residência a partir desta harmoniosa parceria.


 Design arrojado, com linhas curvas

Da alocação dos quartos, as cores, os conceitos filosóficos, a casa foi meticulosamente planejada. Uma vez dentro dela, as sensibilidades e os sentidos no espaço são aparentes. A casa possui três andares, estando a sala de convivência e a suíte master no terceiro andar, providos da melhor vista da casa.


Vista do 3° andar da residência

O segundo nível é mais largo que os outros, enquanto as linhas e o design são fluentes e dinâmicos, lembrando a forma de um navio. Nele ficam a cozinha, a sala de estar e sala de jantar, com abertura para uma varanda, a partir da qual se pode perceber que a arquitetura exterior da casa foi projetada para se parecer com dobras curvilíneas que começam no segundo piso e fluem suavemente ao longo do terceiro, exercendo a função de telhado, criando uma sensação de "abrigo" para a casa e seus donos. 


Sala de jantar ao fundo

Essa forma também cria um grande beiral, que proporciona sombras o suficiente, e canaliza a brisa por toda a casa. A varanda cresce ao redor das salas, como uma área de entretenimento estendida, tornando-se um filtro ambiental adequado para as áreas internas, pois as salas podem ser totalmente abertas (fundos, lados e frente) para maximizar a vista e se obter um maior aproveitamento da luz natural e da ventilação, sem medo do sol ou da chuva.


Forma que flui do piso do 2° nível para se tornar a cobertura

No piso térreo estão dois quartos “cabana”, no estilo de um resort, próximos à piscina, que é acompanhada de uma ampla área, parcialmente coberta, destinada para as famosas festas na piscina. O nível do solo também possui chuveiro e uma área para churrasco.


 Térreo, onde se vê a área para churrasco a beira da piscina

Chuveiro próximo a piscina

Aamer criou amplas aberturas arquitetônicas por toda a casa para manter a circulação da ventilação natural. O edifício tem uma abertura que permite o acesso a cada andar, que possui um pequeno terraço, com a iluminação e ventilação naturais. O teto-jardim (que não está visível nas imagens) trabalha com pranchas de madeira para ajudar a direcionar o aquecimento interno, reduzindo ainda mais o consumo de energia do edifício. 


Abertura criada pelo arquiteto, que dá nos terraços de cada andar

O branco foi escolhido como a cor dominante da casa para permitir que as árvores naturais, arbustos que rodeiam toda a casa e a água da piscina logo abaixo pudessem ser visualmente destacados.
.

Entrada da casa, com fachada branca

O exterior branco envolve todo o interior de madeira e vidro, com portas e paredes de vidro do chão até o teto. 


 Interior trabalhado em madeira e vidro

Escada de madeira e vidro


Por si só, esta é uma casa muito bem trabalhada. O que ela também faz é dar a sua vizinhança, com seu teto-jardim (que não pode ser visto nas imagens), uma atualização oportuna, onde também por meio de sua única e progressiva, mas agradável murada branca, dá uma modesta escala de presença arquitetônica.




Para ter acesso à todas as fotos da casa, e aos desenhos técnicos, visitem: http://www.contemporist.com/2011/07/12/ninety7-siglap-by-aamer-architects/






Biografia do arquiteto:

Aamer Taher nasceu em 1962. Estudou arquitetura na Universidade Nacional de Cingapura (NUS). Foi para Londres, onde ele obteve seu Mestrado em Arquitetura pela Architectural Association School of Architecture em 1990. Fez sua base em Londres, de 1987 até 1991, onde trabalhou em diversas empresas, tais como Michael Hopkins & Partners, Renton Howard Wood Levin, etc. Voltou para Singapura criando em 1994 a Aamer Architects, para trabalhos específicos de arquitetura. Atualmente é membro do conselho do Instituto de Arquitetos de Cingapura (SIA) e tutor de projeto em tempo parcial na Escola e Arquitetura da NUS.

Obras Comerciais: Cycle & Carriage Car Showroom; BBC White House, em Londres; Aquário Nacional em Pudong, Xangai, na China
Obras de Instituições: Academia Militar de Singapura; Edifício do Parlamento, em Londres


Site oficial - http://www.aamertaher.com/



Fonte das imagens e adaptação do texto trazuzido de: http://www.contemporist.com/2011/07/12/ninety7-siglap-by-aamer-architects/

Compartilhe:

Twitter Facebook Favoritos